Artigos

 

Convenções adotadas nas publicações:

RDE: Artigo publicado na Revista Direcional Educador, mês/ano – Parte ‘N’

(de uma série)

REP: Artigo publicado na Revista Escola Particular (Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino no Estado de São paulo – SIEEESP).

 

REP 04/2014

Tendências tecnológicas para a educação: é possível prever?

Parte I

Você consegue se lembrar como era sua vida há 25 anos atrás, quando o computador mais badalado (e caro!) da época era o ‘PC – AT’? Como as tecnologias da informação e comunicação alteraram o seu cotidiano até o presente?

Clique sobre o link, para baixar o arquivo completo de “As tendências e novidades tecnológicas na educação_cassiano_carvalho_neto“.

 

REP 05/2014

Tendências tecnológicas para a educação: é possível prever?

Parte II

Continuamos, nesta edição, a comentar as proposições apresentadas pela pesquisa realizada pelo Universia a respeito das tendências para a educação, até 2028. Nesta etapa enfocaremos os temas que tratam de conteúdos compartilhados e aulas multimídia. No próximo artigo abordaremos os assuntos “Big data” e “Extraclasse”, finalizando a série com sugestões de visitas a variados recursos digitais, dedicados à educação, que já trazem em seu “DNA” marcas e estruturas das tendências apontadas pela pesquisa.

Clique sobre o link, para baixar o arquivo completo de “educação_digital_maio_2014“.

 

REP 06/2014

Tendências tecnológicas para a educação: é possível prever?

Parte III

Continuamos, nesta edição, a comentar as proposições apresentadas pela pesquisa realizada pelo Universia a respeito das tendências para a educação, até 2028. Nesta etapa enfocaremos os temas que tratam de conteúdos compartilhados e aulas multimídia. No próximo artigo abordaremos os assuntos “Big data” e “Extraclasse”.

Clique sobre o link, para baixar o arquivo completo de “educação_digital_junho_2014.”

 

RDE: 03/2013 - Metodologia de Projetos em Educação Digital.

A pedagogia de projetos teve início no começo do século XX, com John Dewey, para quem a educação é um processo de vida e não uma preparação para a vida futura, e a escola deve representar a vida presente.

Projeto não é um plano de trabalho ou um conjunto de atividades bem organizadas, mas uma proposta de intervenção pedagógica que dá à atividade de aprender um sentido novo.

Clique ao lado, para fazer o download do artigo:e_agora_professor_março_2013

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

 

RDE: 02/2013 – VIII: De diretor a gestor-mediador.

As atribuições da direção escolar vêm sofrendo mudanças importantes no decorrer do tempo. Dentre elas o deslocamento do eixo conceitual que afasta a função de diretoria, geralmente mais voltada à gestão operacional direta, para a de gestor-mediador, este com atribuições de maior alcance, quer no desenho de macroestratégias, quer na gestão de pessoas em nível de gerência e coordenadorias.

Clique ao lado, para fazer o download do artigo: e_agora_professor_fevereiro_2013

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

 

RDE: 01/2013 – VII: De aluno a estudante autônomo.

A separação entre o mundo da escola e a escola no mundo atual é gritante. Os estudantes sentem isso de variadas formas, ainda que não consigam explicar o que acontece geralmente por lhes faltar referências e conhecimento teórico profundo acerca da educação.

Clique ao lado, para fazer o download do artigo:e_agora_professor_Janeiro_2013

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

 

RDE: 12/2012 – VI: EDUCAÇÃO DIGITAL: De professor a educador-autor-mediador (II)

Na dimensão complexa da atualidade quais os aspectos centrais que merecem a atenção do educador, quanto ao seu posicionamento social e visão da escola no mundo? Como a cultura digital está mudando, profundamente, as relações professor-aluno? Como as instituições da educação básica têm se posicionado nesta transição de paradigmas: passivas, ao sabor das ondas da inovação, ou ativas, contribuindo para uma reinvenção da própria escola?

Clique ao lado, para fazer o download do artigo: e_agora_professor_Dezembro_2012

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

 

RDE: 11/2012 – V: EDUCAÇÃO DIGITAL: De professor a educador-autor-mediador. (I)

Nesta etapa o olhar é dirigido ao educador. Como os cenários contemporâneos afetam o perfil profissional dos professores? O que diferencia um profissional em sua carreira e que implicações na atuação docente podem ter a construção de novos paradigmas educacionais e suas práticas?

Clique ao lado, para fazer o download do artigo: e_agora_professor_novembro_2012_12

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

 

RDE: 10/2012 – IV: EDUCAÇÃO DIGITAL: Tecnologia, Técnica e Mídia.

Nesta etapa avança-se com conceitos importantes no que tange a fundamentação e contribuição para entendimento da Educação Digital. Consulte números anteriores da Revista Direcional Educador para obter temas já abordados.

Clique ao lado, para fazer o download do artigo: e_agora_professor_outubro_2012

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

 

RDE: 09/2012 – IIIEDUCAÇÃO DIGITAL: Cultura, formas simbólicas e comunicação.

Tendo como pressuposto a complexidade que envolve a temática desenvolvida nesta abordagem será preciso construir um marco teórico com mais de um eixo de referência.

Clique ao lado, para fazer o download do artigo: e_agora_professor_Setembro_2012

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

 

 RDE: 08/2012 – IIEDUCAÇÃO DIGITAL: Revendo e elaborando conceitos essenciais a respeito de Educação Digital, convergência da educação presencial com a educação à distância.

Educação a distância (EaD) é o processo de ensino-aprendizagem, mediado por tecnologias (soluções de comunicação e tratamento da informação), onde professores e alunos estão separados espacial e/ou temporalmente. É ensino-aprendizagem onde professores e alunos não estão normalmente juntos, fisicamente, mas podem estar conectados, interligados por tecnologias, principalmente as telemáticas, como a Internet. Mas também podem ser utilizados o correio, o rádio, a televisão, o vídeo, o CD-ROM, o telefone, o fax e tecnologias semelhantes.

Clique ao lado, para fazer o download do artigo: e_agora_professor_Agosto_2012

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

 

RDE: 07/2012 – I: EDUCAÇÃO DIGITAL: O que, para quem, como, quando? 

Inicia-se aqui uma série de artigos correlacionados, ainda que cada um deles possa ser considerado uma unidade editorial completa.

Quando se pergunta “Por que Educação Digital? Ou: para que, para quem, quando?” e essas perguntas são frequentes e recorrentes, o que se deduz?

Clique ao lado, para fazer o download do artigo:  e_agora_professor_julho_2012

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

RDE: 06/2012 – EDUCAÇÃO DIGITAL: Uma ação, sustentável e inadiável, para o Brasil. 

À primeira vista, Educação Digital pode parecer algo relacionado ao uso do computador e outros dispositivos e recursos digitais para o ensino e a aprendizagem, mas isso não corresponde rigorosamente à verdade.

Clique ao lado, para fazer o download do artigo: e_agora_professor_junho_2012

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

RDE: 05/2012 -  ESCOLA, INOVAÇÃO, TRANSFORMAÇÃO.O mundo não está dado.

Tive o prazer de almoçar com caro amigo, Ozires Silva[1].

Para quem não o conhece, uma primeira associação pode simplificar sem, deveras, reduzir a dimensão do homem e brasileiro que é. Na década de 60, do século XX, seu projeto inovador do avião Bandeirante representou o berço de nascimento da EMBRAER, uma das mais respeitadas empresas de aviação do planeta.

Clique ao lado, para fazer o download do artigo: E_agora_professor_maio_2012

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

 

RDE: 04/2012 - PNLD – 2014: Programa Nacional do Livro Didático (PNLD – 2014) efetiva inovação digital para a educação.

Há o tempo das reações ao status quo, o tempo das utopias, e o tempo das políticas que buscam transformar ideais em fatos.

Em 2014, quando milhões de estudantes brasileiros cursando o ensino fundamental receberem seus livros didáticos de um dos maiores programas mundiais para avaliar e disseminar obras educacionais, um fato novo estará contribuindo para transformar a realidade.

Clique ao lado, para fazer o download do artigo: E_agora_professor_Abril_2012

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

 

 RDE: 03/2012 - Tecnofobia: um impasse a superar:Armadilhas oferecidas por leituras superficiais da contemporaneidade.

Frequentemente tenho tido a oportunidade de me dirigir a educadores, especialistas e gestores que atuam na educação, em seus diferentes níveis. Trata-se de momentos únicos uma vez que a diversidade das platéias que interagem comigo apresentam variadas e, frequentemente, complexas indagações e incertezas a respeito do presente.

Clique ao lado, para fazer o download do artigo: E_agora_professor_março_2012

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

 

RDE, 02/2012 – II: Sobre livros, transposição didática e o saber sábio

As tradições culturais que transportam vivências de paradigmas, suas concepções e práticas no seio da educação e que chegam ao século XXI, devendo ainda além dele seguir, ainda que crítica e profundamente revisadas ajudam-nos a melhor compreender, através de um eixo histórico, os contornos e valores da atualidade e como os mesmos podem se projetar no futuro.

Clique ao lado, para fazer o download do artigo:   Sobre livros, transposição didática e o saber sábio II (706)

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

 

RDE, 01/2012 – I: Sobre livros, transposição didática e o saber sábio

Quando um problema é delineado e para ele se encontram uma ou mais soluções validadas, isto é, que se confirma por lógica e experimentação rigorosa, se produz conhecimento decorrente, um saber sábio.

Pode soar estranho o termo ‘saber sábio’, mas o mesmo é rigoroso à medida que reflete o processo pelo qual se produziu um determinado tipo de conhecimento científico, processo do qual participou um ou mais especialistas de uma ou mais áreas do conhecimento.

c   Sobre livros, transposição didática e o saber sábio I (1021)

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

 

 

 RDE,12/2011: Movidos pela razão, regidos pela paixão.

Se tiver uma única profissão, que não anda sem paixão,

E que é parte essencial da Educação,

Este afazer se chama ser professor ou professora

Movidos pela paixão, regidos pela razão.

Clique ao lado, para fazer o download do artigo:  Movidos pela paixão, regidos pela razão. (676)

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

 

 

RDE, 11/2011: Quando o dia do professor chegar.

Quando o dia do Professor chegar,

Este país já não será o mesmo.

A esperança terá se transformado em fato,

A Educação, de utopia em ato.

Clique ao lado, para fazer o download do artigo:  Quando o dia do professor chegar (722)

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

 

 

RDE, 10/2011:Turma da Vida: Programa de Prevenção à Dependência Química

O conceito atual de ‘droga’ está associado a substâncias que alteram estados da mente, proporcionando experiências de prazer ou desprazer capazes de levar parte de seus usuários ao uso contínuo e à dependência química. Não raras vezes produz efeitos colaterais nocivos à saúde e pode, inclusive, conduzir à morte prematura.

Clique ao lado, para fazer o download do artigo: Turma da vida : programa de prevenção à dependência química . (751)

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

 

RDE, 09/2011: Educação Digital: você também pode fazer.

“Educação Digital é claramente um trabalho de amor. Ao mesmo tempo, é uma discussão cuidadosa e sofisticada da forma de educação no futuro.”

Howard Gardner. Graduate School of Education. Harvard

Clique ao lado, para fazer o download do artigo: Educação Digital: Você também pode fazer (753)

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

 

 

RDE,07/2011:Educação Mediada por Tecnologias Digitais

 Tecnologia não é computador, nem sala com muitos deles, nem mesmo tablets, pequenas novas joias da comunicação digital. Essas coisas, e muitas outras do gênero, são mídias e equipamentos dedicados à gestão da informação e representam uma importância crescente para a educação.

Clique ao lado, para fazer o download do artigo: Educação Mediada por Tecnologias Digitais (726)

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

 

 

RDE, 06/2011:  Educação: entre a sanidade e a loucura .

Ao iniciar a leitura desta coluna é possível que você esteja em meio a um breve intervalo entre aulas, suspendeu a realização de um dever por alguns instantes, está se permitindo um tempo para revertê-lo para você, ou ainda, confortavelmente sentada(o) em sua poltrona preferida curtindo este momento.

Clique ao lado, para fazer o download do artigo:Educação: entre a sanidade e a loucura (677)

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

 

 

RDE, 03/2011 : Educação digital – Caminhos : da utopia à realidade exprerimentada

Objetos de Aprendizagem (OA), com frequencia crescente também chamado Objetos Educacionais (OE), termo adotado neste documento, podem ser compreendidos como “qualquer recurso que possa ser reutilizado para suporte ao ensino” (WILEY, 2000, p.3). Uma vez que estudos mais aprofundados que envolvem OE são recentes, não se identifica um consenso definitivo quanto à sua definição, antes uma tendência de convergência conceitual do que possa representar diante de processos que envolvem informação, mediação e conhecimento.

Clique ao lado, para fazer o download do artigo:Educação digital - Caminhos: da utopia à realidade exprerimentada (676)

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

 

RDE,xx/2010: Projetos Educacionais (Modalidade Vivencial).

Processos educacionais pautados em projetos podem contribuir para que se alcance um maior e mais profundo envolvimento dos participantes, sua aprendizagem e o consequente desenvolvimento da consciência crítica, habilidades e competências variadas, perante temas de maior complexidade e abrangência.

Clique ao lado, para fazer o download do artigo: Projetos Educacionais, modalidade vivencial. (850)

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

RDE,07/2008:O aeroplano invisível, as pedras, a montanha e o céu.

Por onde andamos?

Em meio às pedras, algumas planas outras pontiagudas?

Por entre os vales da incerteza e as valas ocultas do caminho?

Joelhos machucados, mãos calejadas, uma gota de suor na fronte?

O que nos move para além da dor que nos confere humanidade?

O que pode ser pior do que olhar ao redor e não ver nada além do além?

Clique ao lado, para fazer o download do artigo: O aeroplano invisível, as pedras, as montanhas e o céu. (655)

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

 

RDE,06/2008-IV: Mente a massa, mãos a massa !

A partir de agora volta ao foco das  atenções o estudo e apresentação de uma metodologia que possa propiciar uma educação dialógica, problematizadora e centrada na pesquisa, como processo de produção de conhecimento.

Clique ao lado, para fazer o download do artigo: Mente a massa, mãos a massa! (677)

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

 

 

RDE, 05/2008-III: Mente a massa, mãos a massa !

No último artigo da série, quando se tratou a respeito do saber fazer e compreender – etapas da ação do aluno – pôde-se sintetizar o fato de que a conceituação é um processo que se inicia com a reconstrução da própria ação e, depois, vai evoluindo para as seqüências exteriores, permitindo uma elaboração gradativa de noções necessárias para a explicação dos fenômenos do mundo físico.

Clique ao lado, para fazer o download do artigo: Mente a massa, mãos a massa! (668)

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

 

RDE, 04/2008-II: Mente a massa, mãos a massa !

Falar em (re) construção de conhecimento científico por nossos alunos e falar em mudança metodológica em nosso ensino, isto é, na passagem de uma experimentação espontânea a uma experimentação científica, remete-nos a uma referência de Bachelard (1938): “todo conhecimento é a resposta a uma questão”.

Clique ao lado, para fazer o download do artigo: Mente a massa, mãos a massa! (663)

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

 

RDE,03/2008-I: Mente  a massa , mãos a massa!

Como se sabe a situação educacional do país no que se refere ao ensino das ciências e suas tecnologias, se apresenta insustentável. O Brasil ficou no 43º lugar no ranking do PISA, dentre 47 países avaliados nesta área.

Clique ao lado, para fazer o download do artigo: Mente a massa, mãos a massa! (648)

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

 

RDE,02/2008: Ciência , tecnologia e sociedade na perspectiva da educação .

O Pisa – Programa Internacional de Avaliação de Alunos – é uma avaliação internacional que mede o nível educacional de jovens de 15 anos por meio de provas de Leitura, Matemática e Ciências. O objetivo principal do Pisa é produzir indicadores que contribuam, dentro e fora dos países participantes, para a discussão da qualidade da educação básica e que possam subsidiar políticas nacionais de melhoria da educação.

Clique ao lado, para fazer o download do artigo: Ciência , tecnologia e sociedade na perspectiva da educação. (658)

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

RDE, 01/2008: Valores para quem quer .Valores para quem precisa .

A chamara Era da Incerteza, talvez inaugurada pelo físico alemão Werner Heisenberg no início do século XX, através do chamado Princípio da Incerteza que leva o seu nome e que paradoxalmente determina que a velocidade e a localização de um elétron no minúsculo interior de um átomo não podem ser simultaneamente conhecidas, alcançou seus desdobramentos mais amplos no decorrer do referido século, mas traz suas conseqüências que, quem sabe, atravessarão os séculos futuros.

Clique ao lado, para fazer o download do artigo:Valores para quem quer. Valores para quem precisa. (653)

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

RDE,12/2007: Terra: um só lugar no universo.   

Uma rua movimentada, no centro de uma Megalópole, trânsito congestionado, às 12h00. Há 150 quilômetros dali uma vistosa carroça, puxada por dois corcéis de pelos brancos e negros, transporta um casal para fazer um almoço no campo. Um jovem, ao computador em uma biblioteca pública, acessa a Internet em busca de informações sobre as condições climáticas no próximo final de semana e uma criança acaba de nascer, em Fortaleza, enquanto outra chora pedindo mamadeira em São Paulo. Uma queimada criminosa irrompe em meio à mata na região do centro-oeste, sem que praticamente nada se possa fazer para contê-la. Num cartório, em Brasília, mais um termo de posse é lavrado enquanto uma senhora paga as compras em um supermercado da Rua Oito, às 12h00.

Clique ao lado, para fazer o download do artigo: Terra: um só lugar no universo. (657)

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

 

RDE,11/2007: Arte-Música-Ciência: linguagens da alma, palavras do corpo.

          A vibração de uma corda esticada, o assobio de quem se lembra de uma canção, o ritmo de uma baqueta de plástico que insiste em manter o compasso, o cantor ou a cantora que se percebe lembrando de uma música e outras manifestações afins podem ser estudadas como Arte-Música-Ciência, como se procurará abordar a seguir.

Clique ao lado, para fazer o download do artigo:  Arte-música-ciência: linguagens da alma,palavras do corpo. (683)

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

 

RDE,10/2007:  Do mistério para o conhecimento, através da palavra.

Humildade ‘modéstia’ – do latim hŭmĭlĭtas – ātis – e também humĭlis (humilde ação) revela a essência do significado desta palavra. No âmbito da educação pode significar uma atitude, perante o desconhecido. Aquele que tudo, ou quase tudo, crê saber ou conhecer, é repleto de “certezas” a respeito do que, no fundo, desconhece. Confunde o “acho que” com o “é isso mesmo” e… pronto.

Clique ao lado, para fazer o download do artigo: Do mistério para o conhecimento, através da palavra. (665)

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

 

RDE,09/2007:  Por todas as crianças do Brasil.

Deveria começar este ensaio com um título universal: “Por todas as crianças da Terra”. Mas, se não o faço, é por razões de economia. Não uma economia em consideração somente pelas crianças brasileiras, mas antes pelo motivo de que pensar grande demais nem sempre é viável.

Clique ao lado, para fazer o download do artigo: Por todas as crianças do Brasil . (642)

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

RDE,08/2007: Pedagogia do amor.

Uma lágrima que carrega a dor que se esvai para além da alma! Sentimento afetivo moral ou físico não importa, são todos o sofrer. Então, dobra-se a alma sobre si mesma e chora. Chorar pode provocar a compaixão daqueles que estão ao redor de quem chora, isto é, produz um “compadecer-se pelo outro”, um sentir de piedade, pena. Neste cenário de dor uma mão amiga que afaga, uma palavra de conforto que acolhe, um gesto de compreensão que alivia o sofrer, expressa a bem-aventurança do amor. Eis o ato de consolar, isto é, ‘aliviar ou suavizar o sofrimento do outro’.

Clique ao lado, para fazer o download do artigo: Pedagogia do amor . (613)

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

 

RDE,07/2007: A primeira página de uma folha.

Arrependimento, nos dias de hoje, é palavra muito pouco utilizada, ação ainda menos praticada, quase que um termo banido do cotidiano de um mundo que não tem tempo, sequer, para refletir sobre si mesmo. Arrepender-se significa ‘retratar-se, voltar atrás’. No latim – retrō (raiz da palavra) – apresenta significado pouco usual, até mesmo surpreendente: ‘a primeira página de uma folha’.

Clique ao lado, para fazer o download do artigo: A primeira página de uma folha. (626)

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

RDE, 06/2007: Educação na economia do conhecimento .

Economia do conhecimento é a economia na qual o principal fator de produção agregada de valor, produtividade e crescimento econômico é o Conhecimento. Neste novo contexto, a rápida criação de novos conhecimentos e a facilidade de acesso às bases de informações, pilares para a produção de conhecimentos, são fatores de aumento da eficiência, inovação, eqüidade e qualidade de bens e serviços.

Clique ao lado, para fazer o download do artigo: Educação na economia do conhecimento. (634)

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

 

RDE,05/2007:Educação: por que Projetos, Pesquisa e Avaliação?

 Desde tempos imemoriais o homem se depara com necessidades a serem atendidas, as mais variadas. Algumas demandas podem ser mais facilmente alimentadas, como, por exemplo, respirar. Porém, há inúmeras outras que se exigem inventividade para poderem ser satisfeitas. Uma fruta localizada no alto de uma árvore requer uma tecnologia, isto é, uma solução para que possa ser colhida. Somente para citar estes dois exemplos, recorremos às dimensões das necessidades. Mas elas são inúmeras, variadas e normalmente muito complexas.

Clique ao lado, para fazer o download do artigo: Educação: por que projetos, pesquisa e avaliação? (618)

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

 

RDE,04/2007:  Brincando e aprendendo .

Há inúmeros brinquedos que podem ser usados como recursos vivenciais nos processos de ensino-aprendizagem. Vamos usar aqui, como exemplo, o Trenzinho. É fácil encontrar um Trenzinho em lojas de brinquedo ou mesmo naquelas que vendem produtos importados, a muito baixo custo. Há também a possibilidade de que alguns alunos possam ter um Trenzinho em casa e disponibilizá-lo para as aulas.

Clique ao lado, para fazer o download do artigo: Brincando e aprendendo (628)

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

RDE,03/2007 : Tecnologias didáticas: da educação infantil à universidade .

Para iniciar este diálogo será preciso, antes de tudo, uma vez mais (re) caracterizar o conceito de Tecnologia, não como sinônimo de computador ou qualquer outra coisa que a ele esteja vinculada, mas como um processo mental, criativo, de todo sujeito envolvido com a busca de solução para um problema teórico e/ou prático. Nesta acepção o termo Tecnologia (do grego techné, arte e logos, razão), pode perfeitamente se aproximar do conceito de “solução”.  Isso significa que há uma fundamental diferença entre os conceitos de tecnologia, técnica e mídia. Enquanto o primeiro é autoria, concepção e idéia, o segundo se refere a como empreender a solução de um dado problema e o terceiro é a mídia, isto é, a coisa em si, o meio que, de forma aproximativa, pode resolver o problema proposto.

Clique ao lado, para fazer o download do artigo: Tecnologias didáticas : da educação infantil à universidade . (638)

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

RDE,02/2007: Quando os problemas se transformam em oportunidades e dádivas?

Quando iniciei minha atividade docente, lecionando para uma maioria de adultos matriculados em um curso supletivo noturno, enfrentei problemas que, com pequena margem de erro, a quase totalidade de meus colegas professores de Física também enfrentaram em seu magistério diário.

Clique ao lado, para fazer o download do artigo: Quando os problemas se trnasformam em oportunidades e dádivas? (612)

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

 

RDE,01/2007: Modelos educacionais , seus processos de avaliação e provações.

Recentemente recebi um e-mail de uma colega, leitora assídua da Revista Direcional Escolas. Além da simpatia expressa em suas breves frases, havia um poço profundo de tristeza e amargura. Contava-me ela que apesar de todos os cuidados com os estudantes, ao longo de todo ano letivo, eis que alguns deles ficaram irremediavelmente reprovados.

Resolvi, então, tocar mais profundamente neste assunto, ainda que sabendo que alguns autores há muito vêm se debruçando sobre tema tão controverso e, por vezes, não menos polêmico ou freqüentemente mal compreendido.

Clique ao lado, para fazer o download do artigo: Modelos educacionais , seus processos de avaliação e provações . (1187)

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

 

RDE, 12/2006: Educação : Por que projetos , problemas e  avaliação?

Desde tempos imemoriais o homem se depara com necessidades a serem atendidas, as mais variadas. Algumas demandas podem ser mais facilmente alimentadas, como, por exemplo, respirar. Porém, há inúmeras outras que se exigem inventividade para poderem ser satisfeitas. Uma fruta localizada no alto de uma árvore requer uma tecnologia, isto é, uma solução para que possa ser colhida. Somente para citar estes dois exemplos, recorremos às dimensões das necessidades. Mas elas são inúmeras, variadas e normalmente muito complexas.

Clique ao lado, para fazer o download do artigo:avaliação: Porque projetos , problemas e avaliação? (611)

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

 

RDE, 11/2006: Educador (senso) comum .

É novembro de 1606. Você se encaminha para o auditorium onde ministrará sua palestra, como o faz todas as manhãs, de segunda a sexta-feira, como proféssor. Ao chegar observa os aluminus adequada e comportadamente assentados nos bancos de madeira, livros fechados sobre os apoios frontais; você sobe os degraus que o conduzem ao púlpito, e logo se vê acima das cabeças erguidas para contemplá-lo, silêncio absoluto. Assim começa a suma diária acompanhada com atenção total pelos discentes.

Clique ao lado, para fazer o download do artigo:Educador (senso) comum. (773)

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

 

RDE, 09/2006 : O apostilismo: 50 anos de Brasil.

 A partir da década de 60,  do século XX , o aumento     da  demanda    por    vagas   nas universidades públicas gerou o início de uma vigorosa ação preparatória para os vestibulares e viria a ser realizada, principalmente, pelos cursinhos.

Clique ao lado, para fazer o download do artigo:O apostilismo: 50 anos de Brasil. (650)

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

 

RDE, 07/2006: Educação a distância :O que há, a mais , entre o real e o virtual?

Em um país com dimensões continentais como o Brasil e, mesmo quando se leva em conta que há pouca disponibilidade e oportunidade regional para a realização de programas de formação continuada, para docentes e gestores educacionais, os recursos oferecidos por EAD – EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA, vão se constituindo como uma alternativa não somente viável quanto indispensável. Mesmo que o assunto seja uma graduação ou até um programa de pós-graduação, a EAD vem crescendo em importância como um meio estratégico de propiciar processos de educação não-presencial.

Clique ao lado, para fazer o download do artigo:Educação a distância :O que há, a mais , entre o real e o virtual? (598)

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

 

RDE, 06/2006: Até quando?

Se tomarmos como referência apenas os últimos dez anos no universo da Educação, no que se refere à realização de programas de formação continuada dirigida a docentes e gestores e, também, a quantidade de obras, revistas e outras mídias, publicadas no mesmo período, poderemos chegar a algumas considerações animadoras, mas enganosas.

Clique ao lado, para fazer o download do artigo:Até quando? (626)

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

 

RDE, 05/2006: Por uma escola inteligente.

É chegada a hora, ensaiada por séculos.

Não mais os muros da prisão intelectual,

Mas a visão de um mundo global,

Ávido por ser reinventado e inovado,

A cada instante.

Clique ao lado, para fazer o download do artigo:Por uma escola inteligente. (659)

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

RDE, 04/2006: Um dia depois de amanhã .

-Lembra-se de mim, professora?

 -  Hummm, deixe-me ver… Carmen… Não. Luiza. Nossa como você cresceu!

-  É, professora, a gente é assim mesmo: ta sempre um pouco maior, ou mais envelhecida, depois de um tempo que não se vê.

 -  Puxa, me lembro de você; sentava-se bem no cantinho direito, na frente, e tinha uma colega com quem sempre conversava, a…

Clique ao lado, para fazer o download do artigo:Um dia depois de amanhã. (629)

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

 

RDE,03/2006: O invisível na educação.

Nas pastilhas dos “Chips”, ou circuitos integrados, correm milhões de vias microscópicas, centenas de milhares de componentes eletrônicos e outros recursos por onde chega é processada e sai a informação, codificada e decodificada em pulsos elétricos. Para a Educação a informação é elemento fundamental e, como veremos logo a seguir, a invenção dos circuitos integrados representou e continuará agregando valor essencial como meio (mídia), aos processos de ensino-aprendizagem, em particular numa sociedade planetária que vai se constituindo como a sociedade do conhecimento.

Clique ao lado, para fazer o download do artigo:O invisível na educação. (613)

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

RDE, 02/2006: Mais . e!, Mais… e?

Pode parecer estranho o título, mas é precisamente sobre o que queremos refletir.

Pontos finais e pontos de exclamação denotam términos, ainda que parciais, e afirmações impositivas, freqüentemente.   Quando nos percebemos encaminhando uma aula, seja para que faixa etária ou que disciplina for, freqüentemente nos deparamos com nossas afirmações a respeito de “verdades” apresentadas nos livros didáticos.

Clique ao lado, para fazer o download do artigo: Menos. ! , Mais...e? (609)

Conheça palestras e cursos relacionados com o tema desse artigo. Acesse ’Palestras‘.

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uma resposta a Artigos

  1. Debora disse:

    Sem palavras. Me emudeceu seu conteudo incrível! Selecionei vários artigos. Incrível! Exatamente o que eu buscava. Obrigada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>